Untitled Document

 


Forças Armadas da Guiné-Bissau comemoram 55 anos da sua fundação

O evento contou com a presença de Ministro da Defesa Nacional, Luis Melo, Chefe de Estado Maior General das FARP, General Biaguê Na N’Tan, chefes dos ramos e demais convidados. O ato aconteceu no Estado-maior General das Forças Armadas, na fortaleza de Amura.

A cerimónia assinalada com a realização do desfile das unidades militares desde chapa de Bissau até a fortaleza de Amura, contou com discursos e histórias da criação das FARP narradas pelos veteranos de guerra, na pessoa de Major General Watna Na Lai e Coronel Aurélio Afonso Pereira, combatentes da Liberdade da Pátria.

Durante a cerimónia, o Ministro da Defesa Nacional Luis Melo, no seu discurso disse que os sacrifícios consentidos para a existência do nosso Estado deve orgulhar as nossas gloriosas Forças Armadas, porque foi graças a este “sacrifício que conseguimos não só libertar o nosso país, mas de termos ajudados os outros países irmãos a conseguirem as suas independências e a soberania dos seus Estados”. Esse mérito deve-se essencialmente aos combatentes da liberdade da pátria, que aceitaram sacrificar a sua juventude e dar as sua próprias vidas para que tivéssemos hoje uma bandeira, um hino e um território, o nosso estado, sublinhou o titular da pasta de Defesa.

Melo ainda falou que este respeito reafirma a sua determinação tal como consta dos objetivos que estabelece enquanto ministro da Defesa e Combatentes da Liberdade da Pátria, na sua luta para a dignificação e melhoria de condições dos combatentes da liberdade da pátria.

As Forças Armadas acabaram de aprovar aos Guineenses, à Comunidade Internacional e ao mundo em geral, que jamais serão instrumentalizadas e nem estarão ao serviço de quem quer que seja, independentemente da sua função ou posição social.

O país está à beira de uma eleição presidencial visando legitimar o cargo do primeiro magistrado da nação para concluir o ciclo eleitoral iniciado em março, afirmou o ministro.

Nas suas últimas palavras o Ministro da Defesa, Luis Melo, apelou às Forças de Defesa e Segurança para prosseguirem com o cumprimento das suas atribuições constitucionais, não cedendo a nenhuma tentativa de distração ou aliciamento, mas mantendo-se firme e fiéis aos seus desígnios.

Ainda no mesmo ato o Chefe de Estado Maior General das Forcas Armadas, General Biaguê Na N’tan, prometeu o povo da Guiné-Bissau, que não haverá mais Golpe de estado no país.

O general Biaguê Na tan, repisou que vai continuar respeitar a Constituição da Republica e demais leis, assim como os órgãos de soberania, e tem como o desafio principal a reorganização das FARP, criando condições para formação e capacitação dos quadros das FARP.

General garantiu ao governo e à população da Guiné-Bissau, para acreditarem nas suas Forças de Defesa e Segurança, que são forças ideais para garantir a estabilidade, a ordem pública e a paz social.

Comandante das Forças Armadas Republicano General Na Ntan, afirmou, ter criado condições para patrulhamento para que o povo possa dormir em paz nas suas casas.

Jornalista: Irina Adão Pereira.

Edição: Adão Quadé.

farp,20 de Novembro de 2019

 

info@farp.gw
Webmail