Untitled Document

 


ONG Onda Solidária Internacional atribui Diploma de Mérito ao General Biaguê

É importante recordar que esta organização foi criada no Brasil pelo brasileiro Ricardo Calçado e hoje opera em muitos países, intervindo nas áreas da saúde, educação, meio ambiente e cidadania.

A ocasião serviu para o Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, agradecer o reconhecimento da população guineense e das organizações que operam no país das atuais ações das Forças Armadas guineenses. Segundo o General, não pode elogiar-se mas acredita que tem escolhido um caminho que pelas suas convicções, é o melhor para o povo da Guiné-Bissau e o último que as Forças Armadas podem escolher para garantir a paz e a estabilidade no país.

Ainda serviu do momento para mais uma vez garantir a sociedade guineense a continuidade da classe castrense em caminhar pelo mesmo caminho, da paz e da tranquilidade. Reiterou a sua constante declaração, de que “a paz chegou ao país e veio para ficar”. Deixou promessas de empenho, dedicação, encorajamentos para os novos militares e a disponibilidade total das FA em manter o clima social favorável já conquistado

Àrlia Soares, em representação do presidente da comissão organizadora (Quitos de Barbosa), disse que o ato serve para encorajar o General Biaguê Na N´tan a continuar com o mesmo espirito de liderança e da obediência. Aproveitou para explicar que o evento insere-se em encorajar todo o povo guineense no desempenho das mesmas funções e com objectivos centralizados no desenvolvimento da pátria.

Simultaneamente explicou que, esse acto, também serviu para motivar os cidadãos, quaisquer que sejam a empenharem-se nos mesmos objectivos o que logicamente possa no futuro merecer também a receção dum diploma de mérito similarmente.

Em representação do presidente da organização no país, Simão Carlos Con-Nô agradeceu o Chefe de Estado-Maior General, pela vontade, amor e dedicação a pátria e aproveitou para confirmar que a escolha da personalidade do General Biaguê Na N´tan para a atribuição do referido diploma tem a ver com o trabalho que tem feito pela união da classe castrense e na garantia da paz e tranquilidade no país.

Ainda agradecer todos inclusive a imprensa pela forma que tem apoiado as chefias militares na divulgação dos seus trabalhos.

Jornalista Admir Lopes Correia

farp, 12 de Junho de 2018

 

info@farp.gw