Untitled Document

 


Delegado regional de CICV efectua visita de cortesia ao General Biaguê

O encontro de cerca de meia hora decorreu no Gabinete do General, na presença do seu Vice-Chefe, Tenente General Mamadú Turé (N´Krumah) e do Inspector-geral das Forças Armadas, Contra Almirante Estêvão Nanema. este insere-se na sequência da audiência concedida em 12 de Junho último ao Representante da CICV e na qual este manifestou a vontade de acompanhar as autoridades militares nos seus esforços de capacitar o seu pessoal em matéria de Direito Internacional Humanitário.

Na ocasião o delegado regional da CICV, especialista em matérias militares explicou as autoridades militares os objectivos da sua visita à Guiné-Bissau e tendo igualmente apresentado a sua agenda de trabalho que, do lado militar, prevê encontros com a hierarquia superior e do Centro de Formação e de Instrução Militar de Cuméré. Também previa uma sessão de formação de dois dias (19 e 20 de Setembro) à vinte oficiais, no domínio do Direito Internacional Humanitário (DIH) ou Direito de Conflitos Armados.

Acredita-se que foram analisados igualmente, questões ligadas a instrução, a aplicação das regras em matéria de DIH, as relações das forças de defesa com o CICV e certamente os objectivos da criação deste Comité Internacional entre outras.

Este breve encontro mas considerado profícuo para ambas as partes permitiu, o delegado regional e o Chefe da missão, Papa Malick Djaw e Emmanuel Eric Placa, respectivamente, constar de perto, o engajamento das forças armadas guineenses nesta matéria que cada soldado é obrigado a dominar.

Recordamos que a Guiné-Bissau como muitos outros países do planeta assinaram e ratificaram a Convenção de Genebra de 1945; facto que torna obrigatório para cada exército dos países assinantes, o ensinamento e a aplicação de DIH durante os conflitos, que hoje são vários.

farp, 19 de Setembro de 2018

Tenente-coronel Ussumane Conaté

 

info@farp.gw
Webmail